Posts Tagged ‘Bergen’

A beleza natural da Noruega, em especial de Bergen, já dá para perceber desde o avião. A paisagem é realmente bonita, formada pelo oceano, muitos lagos, montanhas e, claro, pelos fiordes. Não dá para ir para Bergen e não fazer um passeio pelos fiordes, incluídos também na lista de Patrimônio da Humanidade da UNESCO.

Existem diferentes tipos de passeios pelos fiordes para todos os tipos de bolso (lembrando que, em se tratando da Noruega, o bolso tem que ser bem recheado…). Os passeios variam de duração, sendo que alguns incluem pescaria e outros atrativos. Os tickets podem ser comprados no Tourist Information.

Comprei o ticket da White Lady para conhecer os fiordes. A duração do passeio foi de 4 horas e custou 430 NOK por pessoa.

Não dá para descrever aqui o passeio, esse post ficaria imenso e mesmo assim não transmitiria metade da beleza dos fiordes. A paisagem é magnífica, as montanhas são altíssimas, o tour emociona e encanta. São 4 horas de paisagens belíssimas, fotografias e vídeos que tentam inultimente memorizar a beleza, brisa no rosto e a recompensa de ter ido visitar um dos patrimônios da humanidade, muito merecido por sinal.

Vale a pena, principalmente para os amantes da natureza e de belas paisagens.

As fotos abaixo não fazem jus à beleza do local, afinal é difícil uma câmera conseguir captar a beleza e a emoção que nossos olhos vêem e o coração sente. Não conheci os fiordes de Oslo para comparar, mas quem já fez o passeio pela região me falou que os fiordes de Bergen são bem mais bonitos.

Para quem gosta de tirar fotos e filmar é bom ir com um cartão a mais para evitar frustações.

Mais paisagens

Um dos últimos lugares que fui em Bergen foi o Floibanen Funicular.  Esse bondinho é uma das atrações mais populares. Ele sai do centro da cidade e leva até o topo da montanha Floyen (uma das sete montanhas ao redor de Bergen), a 320 metros acima do nível do mar.

A subida dura 7 minutos, o bondinho possui janelas panorâmicas onde dá pra ver tanto o trajeto dos trilhos quanto a cidade de Bergen. De lá de cima do Floyen tem-se uma vista linda da cidade, além de restaurante e loja. Também há algumas trilhas para quem quiser fazer uma caminhada super agradável.

O ticket de ida e volta custou 70 NOK. O bondinho parte a cada 15 minutos, então dá para apreciar tranquilamente a vista lá de cima e ainda fazer uma caminhada relaxante por uma trilha maravilhosa.

Entre Bergen e Oslo

Saindo de Bergen fui para Oslo. A viagem de trem por si só já vale a pena (tirando os túneis que insistem em interferir com a visão). A paisagem é toda muito linda, vale a pena ir durante o dia para apreciar a vista.

A paisagem é composta por montanhas cobertas de neve e lagos formados pela água que escorre das montanhas. No percurso também é possível ver algumas estações de esqui e casinhas de madeira rodeadas por muita neve.

No meu segundo dia em Bergen, visitei o Akvariet (aquário). É o maior e mais antigo aquário da Noruega, com mais de 60 tanques com diversos peixes, focas, pinguins, etc. Tem sessões de treinamento e alimentação das focas e pingüins abertas ao público.

Eu adorei esse lugar e recomendo muito para quem gosta de bichos e vida marítima. Fiquei por muito tempo assistindo os pingüins. Isso porque um deles ficava roubando pedrinhas dos ninhos de algumas “pinguinhas” para levar para o ninho da escolhida dele. Isso causou uma briga danada entre os “maridos” insultados com tal atitude.

Filmei algumas cenas realmente engraçadas. Afinal pingüim já é engraçado por si só, roubando pedrinhas dos outros companheiros de aquário então, é mais engraçado ainda.

Vale a pena conhecer esse aquário. Não é tão longe do centro, dá para ir a pé tranqüilo (15 a 20 minutos de caminhada). Estando no Market Fish, é só virar à esquerda para chegar na rua Strandkaien, seguindo reto pela rua C. Sundts gate, chega-se facilmente ao Aquário.

Para quem não quiser andar, dá para pegar os ferrys que saem do Bryggen ou do Fish Market e  param no Nykirken ou Tollbodkaien, respectivamente, que ficam bem próximos ao Aquário.  Outra opção é o ônibus 11 que sai do centro. Para quem gosta de tirar fotos, dá para tirar fotos belíssimas dos peixes árticos, focas, pinguins, etc.

Música barroca

Quando fui para Bergen era época do 56° Festival Internacional. Esse festival ocorre sempre entre maio e junho e inclui apresentações de dança, música, teatro, ópera, etc. Para quem gosta de arte é um prato cheio. Os ingressos podem ser comprados em quiosques no centro.

Eu aproveitei para assistir um concerto de música barroca, com tenores e músicos realmente tocando instrumentos da época barroca. O concerto chamava Venezia II e o lugar da apresentação, para dar mais charme ainda, foi o Hakonshallen, completando a atmosfera medieval.

Assistir a um concerto tão lindo em um local tão apaixonante foi realmente uma experiência única. A melodia, as vozes dos tenores e o salão do Hakonshallen se combinavam formando uma atmosfera de sonho, preenchendo o espírito e o coração, como toda boa arte faz.

Foi tudo muito lindo e apaixonante.  Caro, como tudo na Noruega, mas valeu muito a pena. Foi um presente a parte na viagem a Bergen.

Uma dica para quem for assistir a qualquer apresentação. Os noruegueses são muito altos, se você, assim como eu, tiver 1,67 de altura e não estiver com seu saltinho preferido, chegue cedo ou escolha um lugar com boa visibilidade. Caso contrário, quando eles se levantarem para os aplausos, você não conseguirá ver mais nada.

Quem estiver indo para Bergen entre maio e junho e quiser assistir a alguma peça, pode consultar a programação no site http://www.fib.no/en/

O primeiro lugar que visitei em Bergen foi o Bryggen, que fica em frente ao porto, não tem como não encontrar o local, se você estiver em frente ao Market Fish, você vai avistar o Bryggen a sua direita.

Lá se vê as primeiras casas de Bergen, de arquitetura medieval, feitas de madeira no século XII.  Elas foram destruídas por um incêndio em 1702 e depois reconstruídas para ficarem como eram antes. Bryggen faz parte da lista de Patrimônio da Humanidade da UNESCO.

Outra paixão que tenho além de viajar é tirar fotos (como quase todo bom viajante). Quando viajo, tiro fotos não apenas dos pontos turísticos, como também de detalhes como portas, maçanetas ou lustres antigos, detalhes de esculturas e pinturas, flores e barcos.

E falando em flores, para quem gosta de tulipas vai adorar os jardins da Noruega em geral, pois a flor dominante é sempre a tulipa. E para quem gosta de barcos, pode se preparar para tirar muitas fotos. A foto abaixo foi tirada no porto de Bergen, em frente ao Bryggen.

Seguindo em frente, após passar o Bryggen, há a igreja estilo romanesco Mariakirken, que é a construção mais antiga de Bergen (século XII), funcionando como igreja no período entre 1408 a 1766. Para chegar lá, vire à direita na Dreggsallmenningen.

Voltando à rua do Bryggen, seguindo reto em direção ao Bradbenken estão a torre Rosenkrantz e o Hakonshallen. Este último foi construído entre 1247 e 1261 durante o reinado de Hakon Hakonsson. Foi a construção maior e mais imponente da residência real no século XIII, quando Bergen era o centro político da Noruega.

Ao lado do Hakonshallen fica a torre Rosenkrantz construída em 1560 pelo governador do Castelo de Bergen, Erik Rosenkrantz, com funções combinadas de residência e torre fortificada. Esta torre é considerada um dos mais importantes monumentos da renascença na Noruega.

Vou dar aqui algumas informações gerais que não foram citadas nos outros posts sobre a Noruega.

Localização: país nórdico da Europa setentrional que ocupa a parte ocidental da península escandivana

Área: 385 155 km²

Capital: Oslo

Moeda: coroa norueguesa (NOK); 1,00 €  = 8,03 NOK

Língua: norueguês

População: 4,5 milhões

Renda per capita: US$ 59.300,00

Política: monarquia constitucional hereditária e democracia parlamentar, com o Rei Harald V como seu Chefe de Estado. O povo Sami tem uma certa dose de auto-determinação e influência sobre seus territórios tradicionais, através do Parlamento Sámi e da Lei Finnmark. Não faz parte da União Européia

Clima: clima oceânico, continental, subártico e alpino, com verões amenos e invernos longos e rigorosos, com ventos fortes e alta precipitação de neve. No verão, a temperatura atinge o pico entre o final de Junho e o início de Agosto, podendo chegar a 25ºC a 30ºC em Julho e Agosto. Neste período, os dias são longos e claros, enquanto a humidade do ar é baixa. No Inverno, as temperaturas podem cair muito, chegando, às vezes a – 40ºC. Uma época boa para viajar é a primavera, entre Maio a meados de Junho, nessa época, a paisagem norueguesa ostenta uma beleza incrível. Na Noruega, o tempo e as temperaturas podem mudar bruscamente, sobretudo nas montanhas. Independentemente da estação do ano, é sempre bom levar calçados e agasalhos resistentes.

Documentação: Passaporte válido. Não é necessário visto para turistas brasileiros para permanência total de até 3 meses em países da Comunidade Européia. Pode ser exigida a apresentação de passagem aérea de ida e volta para o Brasil. Quando eu fui a imigração foi feita em Amsterdam (voo da KLM), uma vez que em Bergen não há imigração.

Principais cidades, regiões ou atrações turísticas: Bergen, Oslo, Fiordes, Sol da  Meia-Noite, Aurora Boreal. Quem quiser ver o sol da meia-noite precisa viajar à região Norte, para além do Círculo Polar Ártico.

Mapa:

Links:

http://www.noruega.org.br/ (Site oficial no Brasil)

http://www.visitnorway.com (Site de turismo oficial da Noruega)

http://www.colonialvoyage.com/noruega

Bergen fica no oeste da Noruega, é uma cidade pequena porém muito charmosa. É rodeada por sete montanhas tendo como ponto central, seu porto.

Fui para lá em maio de 2008, era final da primavera e começo do verão, mas mesmo assim estava muito frio. A temperatura mais alta que pegamos lá foi 14°C. Nessa época do ano, o sol nasce bem cedo, em torno de 4 horas, e se põe depois das 23:00. Demora para o corpo se acostumar, principalmente à noite.

Apesar de todos os guias, e mesmos os noruegueses, afirmarem que em Bergen chove quase o ano todo, não choveu nenhum dia em que eu estava lá. Segundo os próprios habitantes foi por sorte mesmo.

Bergen é a segunda maior cidade da Noruega, com aproximadamente 259 mil habitantes, porém dá para conhecer a maior parte dos locais turísticos caminhando, pois a cidade não é tão grande assim. Para quem não quiser andar, uma opção é o Bergen Card, custa 170 NOK (cerca de 74,00 reais) e dá passe livre ou desconto em alguns museus e atrações por 24 horas, além disso inclui o ônibus circular.

Antes de  comprar esse cartão, eu aconselho verificar antes os horários de funcionamento dos museus pois, mesmo no verão alguns fecham bem cedo e o cartão acaba ficando sem muito uso.

Como gosto de andar quando estou conhecendo alguma cidade nova, preferi visitar os pontos turísticos que escolhi caminhando mesmo, pois assim é possível  descubrir coisas interessantes que não estão em nenhum guia .

Se você estiver viajando para Bergen, não deixe de ir ao Tourist Information que fica no centro da cidade, em frente ao Fish Market. Lá dá para se fazer de tudo: reservar hotéis e passeios, trocar o dinheiro, comprar ingressos para os concertos, alugar carro, comprar souvenirs, tickets de trem, etc. É um local bastante freqüentado com informações variadas.

Outra coisa importante é procurar algum mercado para comprar algumas coisas para café da manhã, lanches, etc. Uma coisa que é verdade sobre a Noruega é que lá tudo é muito caro.

Todas as pessoas com quem conversei, na maioria europeus e alguns poucos americanos, concordaram sobre o alto custo de vida na Noruega. Então é melhor saber onde tem um mercado ou lanchonete do que se aventurar nos restaurantes.

Uma curiosidade dos mercados é que todos os produtos têm dois preços, um é o preço no atacado e outro no varejo. Também é sempre bom confirmar com algum funcionário se o que você está comprando é aquilo que você realmente quer.

No meu primeiro dia em Bergen fui comprar água mineral e quando perguntei se era água com gás, a funcionária do mercado me informou que aquela agua era sabor camarão, eca… Não tive a mesma sorte com o iogurte de arroz… Arghhh… (a propósito, não é necessário comprar água, pois dá para beber a água da torneira tranquilamente).

Uma alternativa para comer algo rápido é o Fish Market. Nessa feira vende-se, além de peixes, frutas, vegetais, flores, artesanatos e souvenirs.

Sanduíches de camarão no Fish Market, uma verdadeira delícia! Foto do site Midwest to Midlands.

Lá comprei um sanduíche de salmão defumado que era uma delícia. Para quem gosta de camarão e salmão, a Noruega é um prato cheio, pois são as únicas coisas baratas por lá. Comi vários sanduíches de camarão e salmão que podem ser comprados em qualquer lanchonete.

Em Bergen, fiquei hospedada em dois albergues pois em nenhum outro eu consegui fazer as reservas para todos os dias em que eu iria ficar por lá por ser alta temporada e por ser a época do festival de música.

O primeiro foi o YMCA Hostel, que eu recomendo. Muito arrumadinho e fica muito próximo ao porto. Além disso, tem um terraço com uma vista linda. O segundo que fiquei foi o Dorm.no. Não gostei tanto quanto o primeiro, mas também é um local bom para se ficar.

Vista do terraço do YMCA Hostel a 1:00 da manhã

Finalizando, Bergen é uma delícia, não é a toa que a cidade é citada é no livro 1000 lugares para ver antes de morrer de Patricia Schultz.

Para quem quiser saber mais sobre Bergen pode consultar os sites:

www.visitbergen.com

www.bergen-guide.com

www.arrivalguides.com/bergen