Viajar é um dos melhores investimentos que fazemos a nós mesmos. Conhecer novos lugares, independente de quais sejam, nos mostra a escola da vida, onde aprendemos sobre cultura, modo de vida, arte, geografia, história, outros idiomas, outras comidas, outros modos de pensar.

Que outra forma de aprender pode ser mais divertida e completa do que viajar? Uma experiência que é diferente para cada pessoa, uma aventura que engloba nossos cinco sentidos. Vemos paisagens, lugares, cidades, castelos e tantas outras coisas, ouvimos idiomas diferentes, músicas, concertos e a sinfonia diária de cada cidade, conversamos com nativos e outros viajantes, provamos comidas e bebidas diferentes, típicas e exóticas, e por fim tocamos e somos tocados.

 

Sempre gostei de viajar e de planejar roteiros, seja para mim ou para os amigos, e mesmo de me informar sobre algum lugar novo para depois acrescentá-lo à minha listinha de cidades e países para conhecer. Listinha aliás que cresce exponencialmente, sempre alimentada por novos sonhos e aspirações. Desejos tão presentes em qualquer viajante.

Minha primeira viagem internacional foi com 11 anos tendo como destino óbvio a Disney. A segunda viagem internacional ocorreu somente após 4 anos, como um presente de 15 anos. Pronto, era o suficiente para eu decidir um dos meus principais sonhos: conhecer o mundo! Meu estilo de vida: viajar, conhecer lugares diferentes e pessoas com outras experiências e jeito de ser que acabam fazendo parte da história da minha vida.

Já viajei com pacote, com amigos, com família, independente, mochilando sozinha, enfim, de todos os modos possíveis, e posso falar que todas as formas de viajar são boas. Uma escolha pode ter mais vantagens do que outra, mas tudo no final depende do estilo da pessoa, do destino, da vontade, do momento e acima de tudo, do que se espera daquela viagem.

Desde que a mente esteja aberta a conhecer novas culturas, pode-se dizer que “tudo vale a pena“. Ou pelo menos, quase tudo, já que vire e mexe acontece algum mico na viagem, dando motivo mais tarde para muitas risadas daquele momento.

Viajar anda de mãos dadas com outra paixão: fotografar. Assim, tiro fotos tanto dos pontos turísticos, aqueles que todos tiram praticamente a mesma foto, quanto de detalhes, lugares ou coisas incomuns ou algum momento particular com significado diferenciado para mim. Aquele momento único que marca sua passagem por determinado lugar.

Também gosto muito de escrever, me divirto encrevendo, seja um verso de algum poema, uma estrofe de alguma canção, ou uma experiência que merece ser relatada.

Então, sempre levo meu caderninho Betty Boop para anotar as impressões que tive do local, sentimentos, sensações, música, arte, gastronomia, o que der vontade de escrever.

Quando viajo, gosto de observar as pessoas do local, os comportamentos, pequenos detalhes que compõem a cultura, a beleza e o jeito de ser de cada povo e lugar.

Para mim, a viagem não se resume somente aos dias determinados. Ela começa desde a escolha do destino, planejamento, reserva de hotéis, compra de passes, arrumar a mala, mochila ou o que for, e termina quando…

bem, isso é difícil de determinar, pois cada vez que revejo as fotos, que escrevo no blog, comento com alguém, é como se eu estivesse voltando para aquele lugar. Pelo menos na imaginação, que não deixa de ser a forma mais rápida para viajar, ao menos para mim.

E independente do destino ou duração, toda viagem é gostosa.

Seja para Paris ou para o Rio Araguaia, para ver os fiordes noruegueses ou uma cachoeira linda em Delfinópolis, seja para descançar na praia ou para explorar cavernas, seja no frio canadense, debaixo de neve, ou no auge do verão nordestino, seja com amigos, com a pessoa especial ou sozinha, se permitindo uma experiência mais introspectiva.

Viajar é sempre uma delícia, um aprendizado, uma memória, uma celebração de uma data especial.

E sempre voltamos com algo a mais, sempre acrescentamos mais à nossa história pessoal.

Padaria em Oslo

Cachorro observando a paisagem em Santorini

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Então decidi escrever esse blog, apenas mais um entre tantos outros incontáveis blogs de viagens. Mas espero que este blog iniciado desprentenciosamente, apenas pela diversão de escrever sobre um assunto tão prazeroso, cresça e se desenvolva bastante para, quem sabe, servir de sugestão e auxílio para outros viajantes de carteirinha.

Na seção Mapas estão alguns dos roteiros que já fiz e que vou descrever aqui. Servem como sugestão de viagem para quem gostar da idéia. A medida que eu for atualizando, vou incluindo outras cidades e roteiros também.

“Uma viagem não precisa de razões. Já é há muito uma razão por si própria.

Alguém pensa que vai fazer uma viagem, mas a viagem é que o faz ou refaz”.

Nicolas de Bouvier – L’usage du Monde

Acho que o desejo de viajar e conhecer o mundo e suas milhares de culturas e maravilhas está tão profundamente enraigado no meu espírito que deve ser essa a razão por ter morado em diferentes cidades. Já morei em 5 cidades:  Anápolis (minha cidade natal), Goiânia, Ribeirão Preto (minha preferida), São Paulo (minha experiência mais intensa) e atualmente Curitiba. O resultado disso é que as vezes as pessoas se confundem sobre minha naturalidade, me chamam de goiana, mineira, paulista….

Natal em Praga

Bonecas em Brugges

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Além de falar sobre as viagens já realizadas, vou escrever também sobre a história da arte, incluindo escolas, estilos e meus pintores e escultores favoritos. Afinal, a melhor forma de aprender sobre a arte em geral e apreciar belas pinturas ou apresentações de ópera, ballet e teatro é sem sombra de dúvida viajando.

Assim, sempre que possível, vou inserir alguns comentários e explicações sobre as diferentes escolas de arte presenciadas nos variados destinos.

Entre e seja muito bem vindo!

7 Responses to “Home”

  • Ana Maria Boguslawski disse:

    Adorei o blog . . .
    Parabéns à vocês, mas, acho que está faltando alguma coisa . . . fotos do meu genro LINDO e SIMPÁTICO.
    Beijos carinhosos.
    Ana Maria

  • Sonia Maria disse:

    Nossa Valéria, viajei no seu blog. Posso pedir sugestões para minha próxima viagem?
    rsrs.
    Obrigada pelas informações . Abç

  • Sonia Maria disse:

    Muito boas suas fotos e explicações. Obrigada.

  • Somaitei disse:

    Valéria, eu só gostaria de dizer que tb sou interessada nas viagens com bebês.
    Aguardo. Obrigada

  • Maria disse:

    Oi Valéria,

    Adorei ver os aeroportos piores e melhores do mundo.
    Confesso que me deu um frio na barriga. kkkkkkkk

Deixe aqui seu comentário

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.

Tópicos recentes