Archive for the ‘França’ Category

Fui para Paris 3 vezes, a primeira vez foi em agosto de 2000, vindo da Espanha. A segunda vez foi em setembro de 2006, vindo de Bruxelas e a terceira vez, a mais romântica e especial de todas, foi na minha Lua de Mel em pleno inverno de janeiro de 2008. Nessa viagem visitamos Paris em dois momentos, no início da viagem, vindo diretamente de São Paulo, em uma curta passagem antes de ir para a Grécia, e no fim da Lua de Mel, fechando em grande estilo, após passar o Réveillon em Praga.

Bom, o que dizer de Paris? Se tivesse que resumir em 4 palavras apenas, diria como a música que ouvi no show do Lido: “C’est Paris, C’est magnifique” (É Paris, é magnífico). São inúmeros os adjetivos para descrever a Cidade Luz. Paris é linda, charmosa, encantadora, deslumbrante e poderosa.

Depois de visitar Paris pela primeira vez, uma coisa é certa, sempre temos que voltar. Ficamos com essa necessidade e saudade de retornar e rever os inúmeros pontos turísticos, descobrir novos lugares ainda não visitados, ou simplesmente andar por suas ruas charmosas, comer um delicioso queijo, tomar um bom vinho ou assistir os artistas de rua em Montmartre.

Uma animada rua no bairro boêmio de Montmartre

Uma animada rua no bairro boêmio de Montmartre

Bem, já deu para perceber que Paris é uma das minhas cidades preferidas… Assim como provavelmente deve ser também a cidade preferida de milhares de turistas ao redor do mundo. Não é à toa que esta é a cidade mais visitada do mundo. Em 2010, Paris recebeu nada menos do que 15,1 milhões de turistas. A cidade Luz atende a todos os tipos de turistas, seja pelo romantismo, gastronomia, charme, moda, museus ou sua história.

Vista do alto da Notre Dame

Mas e a arrogância e mau humor tão conhecidos dos franceses? Para ser sincera, nunca tive problema com nenhum francês. Acredito que a maioria das pessoas que tenham tido algum tipo de problema, seja pelo fato de falar inglês com os nativos. Franceses e ingleses não se combinam há séculos, então falar inglês em território francês não é um ato visto com bons olhos, mesmo que o inglês seja a língua internacional adotada por muitos turistas.

Para quem não fala francês, a melhor atitude é iniciar a conversa com um “Bonjour, je ne parle pas français” (Bom dia, eu não falo francês). E voilá, mau humor resolvido! Nada que um Bonjour, S’il vous plaît (por favor) e merci (obrigado) não resolvam.

Aliás, essas palavrinhas mágicas vão bem em qualquer país. Sempre tento aprender a falar bom dia, boa noite, por favor e obrigado em qualquer país que eu vou. É educado, simpático, abre portas e além de tudo ainda podemos melhorar nosso vocabulário de idiomas. Assim como nós gostamos dessas palavras, o mundo todo também as aprecia. Educação é bem vinda em todos os lugares, seja aqui no Brasil ou até no mais longínquo pedaço do planeta. E no caso da França, não iniciar uma conversa com um bonjour é visto como uma terrível falta de educação, assim como chamar um desconhecido por você (tu, em francês).

Avenida Champs Elysées à noite enfeitada para o Natal

Mas voltemos à Paris. Se você não tem tempo para conhecer muitas cidades na Europa, eleja Paris como uma das prioridades. O tempo mínimo para ficar na cidade é de 5 dias. Não compensa ficar menos do que isso. Porém, como falo para muitos que não podem ficar ao menos uma semana nessa cidade magnífica, é melhor passar um dia em Paris do que não passar nenhum.

Como a cidade oferece inúmeras opções para qualquer tipo de turista, vou escrever os posts aos poucos, dando a devida importância para cada tópico apresentado. Assim, haverão posts sobre as belas igrejas e catedrais como Notre Dame, Sacre Coeur e Sainte Madelleine, os magníficos museus como Louvre (meu preferido), Orsay e Rodin, bairros como o boêmio Montmarte e o animado Quartier Latin e tantos outros lugares como Jardin du Luxembourg, Invalides, Père Lachaise, Centre Georges Pompidou, Bastille, Trocadero, Place de Vosges, dentre outros.

Belíssimo jardim do Musée Rodin

Isso sem contar é claro com os cartões postais mais famosos da cidade como a Torre Eiffel, Arco do Triunfo e a região da avenida Champs Elysées.  Vou escrever também sobre os shows magníficos do Lido e Moulin Rouge. Embora muitos falem que são shows para turistas com preços também para turistas, esses espetáculos valem muito a pena, são shows completos com música, dança e atrações diversas.

Detalhe de um show no Lido

São tantas coisas para se escrever sobre Paris que é necessário calma e dedicação, para que nenhum detalhe ou informação importantes sejam deixados para trás. Também vou escrever um post sobre como se locomover na cidade, os meios de transporte possíveis e a hospedagem.

As redondezas de Paris também serão citadas, pois é impossível não incluir o majestoso Versailles na lista de locais obrigatórios para se visitar.

Cartaz dentro do metro de Paris, com uma bela frase (Eu estou contente, me resta a vida).

Bom, se você ainda não conhece Paris, não perca tempo. Comece desde já a planejar uma visita a esta cidade tão romântica, tida como uma das mais lindas do mundo e tenha uma belíssima viagem.

Vive Paris, Vive la France!