Moulay Idriss fica no caminho entre Meknès e a cidade romana de Volubilis. É uma cidade histórica para os marroquinos pois é onde se encontra o túmulo de Moulay Idriss, o fundador da primeira dinastia árabe do país, conhecida como idrissidas. Além disso, a cidade também é sagrada, pois Moulay Idriss era descendente direto de Maomé, filho de Fátima.

A cidade sagrada Moulay Idriss

Moulay Idriss procurou refúgio no Marrocos após ascenção ao poder dos Abácidas, inimigos de sua familia. No Marrocos, ele obteve apoio das tribos berberes, sendo proclamado iman (conselheiro da fé muçulmana) em 789.

Uma após a outra, todas as principais tribos do Marrocos juraram lealdade a ele. Porém, acabou sendo assasinado por seus inimigos Abácidas. Desde então, a cidade se tornou local de peregrinação para os marroquinos, que vêm em grande número ao longo do ano, em particular na ocasião da festa conhecida como moussem ou peregrinação, comemorada em agosto.

A peregrinação à Moulay Idriss vale como a ida até Meca para os muçulmanos pobres sem condições financeiras para viajar até a cidade sagrada do Islã.

Formato de camelo da cidade Moulay Idriss, vista do sítio arqueológico de Volubilis

Curiosamente, Moulay Idriss tem o formato de um camelo deitado. A cidade é composta por 2 distritos: Tasga e Khiber. As casas com seus telhados verdes são construídas umas em cima das outras. As ruas entreitas levam ao mausoléu de seu fundador, bem no centro da cidade. Um minarete cilíndrico moderno, decorado com azulejos verdes que reproduzem versos do Corão, contrasta com o estilo predominante da arquitetura.

Apesar de todo o seu significado para o Marrocos, Moulay Idriss não tem muito a oferecer aos turistas ocidentais, uma vez que não é permitida a entrada de não muçulmanos nos santuários.

 

 

 

Deixe aqui seu comentário

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.

Tópicos recentes